RS tem nove UPAs fechadas e seis obras paradas, destas uma é localizada em Três Passos - Observador Regional

RS tem nove UPAs fechadas e seis obras paradas, destas uma é localizada em Três Passos

RS tem nove UPAs fechadas e seis obras paradas, destas uma é localizada em Três Passos

Região Celeiro - Postada em: 13/01/2018 às 07:00:00

RS tem nove UPAs fechadas e seis obras paradas, destas uma é localizada em Três Passos Foto: Divulgação/Jornal Atualidades (reprodução)
RS tem nove UPAs fechadas e seis obras paradas, destas uma é localizada em Três Passos Foto: Divulgação/Jornal Atualidades (reprodução)
Nove unidades de pronto atendimento (UPAs), que deveriam estar abertas 24 horas por dia, permanecem de portas fechadas no Estado. Outras seis das 13 em fase de construção estão com obras paralisadas. Das 49 unidades no Rio Grande do Sul, 27 estão funcionando.
 
As prefeituras alegam não ter recursos suficientes para fazer a manutenção das unidades. A Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) aguarda a publicação de um decreto, do governo federal, para flexibilizar as regras de utilização dos prédios. 
 
O custo de manutenção deveria ser dividido, com 50% pago pela União, 25% pelo Estado e 25% pela prefeitura. No entanto, os prefeitos são responsáveis por cerca de 60% das despesas de cada UPA, segundo a Famurs. Além do alto custo, a entidade afirma ainda que os municípios encontram dificuldades por conta da carência de profissionais.
 
Cidades da Região
 
Em Três Passos - A estrutura física está concluída desde 2013, e parte dos equipamentos já foram adquiridos. O município pleiteia a doação do prédio e de equipamentos para implementação de um serviço SUS complementar.
 
Em Frederico Westphalen - O prefeito, José Alberto Panosso, afirma que a prioridade é a abertura da uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Até que esse projeto se concretize, a UPA permanecerá fechada. Somente o Samu deverá ser instalado no local nos próximos meses.
 
Em Panambi a obra está 40 % concluída, ela está paralisada há mais de um ano e meio. A prefeitura finaliza licitação para contratar nova empresa, que deve concluir a construção até o fim do ano. O prefeito Daniel Hinnah afirma que o município já possui atendimento 24 horas:  A unidade não é um bom projeto para Panambi, mas o recurso está aqui e temos de concluir. Estamos preocupados com o custeio. A única forma de colocar em funcionamento seria substituir o pronto-socorro pela UPA.
Além destas outras 12 cidades no estado se encontram da mesma forma.
 
Além destas outras 12 cidades no estado se encontram da mesma forma, ou com as upas fechadas ou com a construção parada.

Fonte: GZH