Servidores públicos municipais de Tenente Portela realizaram ato contra reforma previdenciária e preços dos combustíveis - Observador Regional

Servidores públicos municipais de Tenente Portela realizaram ato contra reforma previdenciária e preços dos combustíveis


  • Servidores públicos municipais de Tenente Portela realizaram ato contra reforma previdenciária e preços dos combustíveis
  • Servidores públicos municipais de Tenente Portela realizaram ato contra reforma previdenciária e preços dos combustíveis


    Os servidores públicos municipais de Tenente Portela, atendendo a um chamado do Sindicato dos Municipários, realizaram nesta terça-feira, 05 de dezembro, um ato contra as reformas previdenciária e trabalhista, em repúdio as altas frequentes dos combustíveis, contra a PEC dos congelamentos dos recursos. Todos os servidores usaram PRETO, como forma de luto pela retirada dos direitos dos trabalhadores e o aumento constante dos impostos.

    Conforme o Sindicato dos Municipários, o convite teve uma adesão de cerca de 80% do funcionalismo, demonstrando a indignação dos servidores com as medidas que estão sendo adotadas pelo governo federal que afetam toda a população. “É um pequeno ato realizado pelos funcionários, mas que demonstra o descontentamento com as imposições vindas do governo federal que afetam diretamente todos os trabalhadores, não só aqueles que integram o serviço público, mas todos aqueles que buscam um trabalho digno e que os valorize”, destacou o presidente da entidade sindical, Tiago Albarello.

    A decisão de realizar esse formato de manifesto no dia 05 de dezembro – dia D de Lutas e Resistência – foi definida durante a reunião bimestral da FEMERGS – Federação dos Municipários do Estado do Rio Grande do Sul – ocorrida na sexta-feira, 1º de dezembro, na cidade de Crissiumal. “Através da FEMERGS, todos os sindicatos da Região Celeiro foram convidados a participar da atividade, buscando mostrar para a população, através de um ato simples, que a classe trabalhadora precisa unir-se contra as medidas que estão tirando direitos dos trabalhadores e causando sérios impactos nos bolsos de todos os brasileiros”, salientou Albarello.

    Novas manifestações estão previstas para serem realizadas pela região nos próximos dias.


    Fonte: Assessoria de Imprensa - Prefeitura de Tenente Portela
    Postado por: Observador Regional