Homem morto pela BM em Barra do Ribeiro seria um dos assaltantes do Banco de El Soberbio - Observador Regional

Homem morto pela BM em Barra do Ribeiro seria um dos assaltantes do Banco de El Soberbio


  • Homem morto pela BM em Barra do Ribeiro seria um dos assaltantes do Banco de El Soberbio
  • Delinquente morto pela BM em Barra do Ribeiro seria um dos participantes do assalto ao Banco Macro de El Soberbio


    Artur Varcilei Orling (35), um dos delinquentes mais perigosos do sul do Brasil foi morto em confronto com a Brigada Militar na última segunda-feira (09) em Barra do Ribeiro, na Região Metropolitana de Porto Alegre.

    O homem era um dos suspeitos de ter participado do violento assalto ao Banco Macro, de El Soberbio ARG, na fronteira com Tiradentes do Sul (por onde os criminosos fugiram na época) e Crissiumal. O Assalto ocorreu em 2 de fevereiro de 2015 e deixou um policial de Misiones (Roberto Ballesteros) morto. Inclusive o site Misiones Online destaca que o tiro que matou o policial teria saído do fuzil de Orling.

    O criminoso era natural de Espumoso, mas morador de Carazinho. Em 2008, ele matou uma menina de 15 anos, que estava grávida, e seria sua namorada. O corpo foi encontrado na BR 386 em Santo Antônio do Planalto.

    No mesmo ano, ele sequestrou uma empresária e a manteve em cárcere privado em um motel em Carazinho. A morte dele ocorreu quando uma viatura da Brigada Militar (BM), com dois policiais, fazia patrulhamento na cidade de Barra do Ribeiro, quando foi informada de um assalto a um estabelecimento comercial, no qual os suspeitos estariam fortemente armados.

    O veículo descrito pela denúncia repassada pelo telefone 190 foi avistado em alta velocidade pelos militares, que iniciaram a perseguição em direção ao interior de Barra do Ribeiro. “Eram cinco elementos fortemente armados. Em determinado momento, o motorista perdeu o controle da direção e o carro saiu da pista. Pelas circunstâncias, os policiais sabiam que haveria um confronto, mas nós nos surpreendemos com o armamento usado por eles”, explica o tenente Gabriel Vasco Palhares, comandante da BM em Barra do Ribeiro.

    De acordo com a polícia, Orling usava uma arma adaptada. “Ele portava uma pistola glock com tambor para rajada. A arma dele travou e isso deu mais chances aos policiais no confronto. O Artur era um elemento de alta periculosidade. Além dessa pistola, apreendemos três pistolas, uma calibre 12, coletes à prova de balas e muitas munições e carregadores. Além de um veículo mais potente do que a polícia, os cinco elementos tinham um poder de fogo muito maior do que os dois policiais. Foi heróica a ação dos dois brigadianos, com base na técnica e na coragem”, cita o tenente.

    Além de ser considerado um elemento de alta periculosidade, Orling havia fugido do presídio de Passo Fundo em dezembro do ano passado. Outros dois integrantes da quadrilha envolvida no confronto em Barra do Ribeiro foram presos pela BM e dois conseguiram fugir.


    Fonte: Guia Crissiumal, com informações do Misiones Online e Diário da Manhã
    Postado por: Observador Regional